100 Exemplos de
Função referencial

A função referencial, também chamada de informativa, é uma das seis funções da linguagem e é utilizada para transmitir informação concreta sobre a realidade objetiva: pessoas, fatos, eventos, ações, estados, objetos, entre outros. Por exemplo: A capital da França é Paris.

Esta função centra-se no referencial (o tema de que se fala) e no contexto (a situação em que se realiza a comunicação). Caracteriza-se pelo fato de a mensagem ser transmitida de uma forma que tende para a objetividade, ou seja, sem avaliações por parte do emissor e sem procurar uma reação particular no ouvinte. Pode-se referir ao passado, presente ou ao futuro. Por exemplo: O exame de biologia é na próxima quinta-feira.

A função referencial geralmente prevalece em mensagens cujo conteúdo é verificável, sendo a mais utilizada em textos informativos, jornalísticos, científicos e educativos ou de divulgação. No entanto, também pode aparecer em textos literários de ficção ou ensaios, combinada com outras funções da linguagem. Também é muito utilizada na vida cotidiana. Por exemplo: Hoje chegarei mais tarde do que o habitual.

Para lembrar: A referencial é a função principal da linguagem, já que pode aludir a qualquer coisa e está presente em todo ato comunicativo, ainda que em uma mensagem seja outra a função que predomine. Por exemplo, se alguém usa a função emotiva para transmitir sua admiração pela beleza de um quadro, é esperado que comunique também algum tipo de informação objetiva sobre suas características.

Recursos linguísticos da função referencial

Quando se privilegia a função referencial da linguagem, utilizam-se alguns recursos linguísticos característicos:

  • Denotação. As palavras são muitas vezes usadas com o seu sentido denotativo, ou seja, com o seu significado primário, porque se tenta transmitir uma mensagem concreta e que tende para a objetividade. Por exemplo: O novo presidente do México é de um partido de esquerda.
  • Dêiticos. Estas palavras ganham seu sentido dependendo do contexto (pronomes, advérbios circunstanciais e outros determinantes). Por exemplo: Ontem trouxe a minha mala e a deixei ali.
  • Substantivos e verbos. Estes tipos de palavras favorecem a transmissão de informação de forma objetiva, sem qualquer notação por parte do emissor. Por exemplo: A casa está à venda.
  • Orações enunciativas. Estas orações, tanto as afirmativas como as negativas, permitem comunicar algo concreto em relação à realidade, sem expressar apreciações particulares por parte do falante. Por exemplo: A equipe ficou em último no campeonato.
  • Modo indicativo. Este modo verbal é usado para expressar fatos ou ideias objetivas destinadas a informar. Por exemplo: A peça começa às 20 horas.
  • Terceira pessoa. Esta pessoa gramatical, tanto no singular como no plural, é geralmente usada para conjugar os verbos, já que esta função se concentra em elementos externos à situação comunicativa. Por exemplo: O cachorro latiu a noite toda.

Exemplos da função referencial

  1. A chegada da seleção à Venezuela aconteceu na noite de domingo.
  2. O jovem tem 19 anos.
  3. O trabalho estará pronto na próxima segunda.
  4. A janela quebrou, mas ninguém viu o que aconteceu.
  5. O parto não estava programado para hoje.
  6. O pão está no forno.
  7. A mídia descreveu o evento como sendo uma multidão.
  8. O que estragou, não pode ser consertado.
  9. Três dias depois, descobriu que o erro tinha sido dele.
  10. Os preços deste comércio são 10% mais caros do que os nossos.
  11. O pai da jovem tinha adoecido.
  12. Faz três horas que está dormindo.
  13. O café está pronto.
  14. Os cachorros latiram a noite toda.
  15. Esta é a árvore mais alta da reserva.
  16. A caixa está vazia.
  17. Esses peixes estão extintos.
  18. O homem lhe perguntou por que não o havia chamado.
  19. Existem cinco opções para escolher.
  20. Os seus irmãos não sabem o que aconteceu.
  21. A ilha tem 240 km de comprimento.
  22. Estes são meus primos.
  23. O avião está prestes a decolar.
  24. A capital do Uruguai é Montevidéu.
  25. O alimento não é suficiente para todos os hóspedes do hotel.
  26. A celebração continuou até às 23 horas.
  27. Tinham passado dois anos quando voltaram a vê-lo.
  28. O telefone não tocou a manhã toda.
  29. Ela pintou o cabelo de loiro.
  30. A prestigiosa estilista desenhou o vestido para o casamento.
  1. Isaac Newton morreu em 1727.
  2. O juiz dará a sentença esta tarde.
  3. As crianças brincavam no terraço.
  4. Este é o projeto mais caro de todos.
  5. O comércio abre em uma hora.
  6. Assim que entrou na casa, preparou a comida.
  7. Este modelo de automóvel foi o mais vendido em todo o país.
  8. Este ano conheci três cidades diferentes.
  9. O café da manhã é servido no primeiro andar do hotel.
  10. O chefe voltará hoje às cinco da tarde.
  11. Alguém tocou a campainha e saiu correndo.
  12. Não há ninguém em casa.
  13. O sofá tem manchas de gordura.
  14. As pessoas que moram neste lugar saíram para desfrutar do sol.
  15. O cheiro de desinfetante se dissipará em poucas horas.
  16. Ligou para ele cinco minutos antes das sete da tarde.
  17. Um cachorro dormia na porta.
  18. O filme estreou na quinta-feira.
  19. Estamos no ponto mais alto da montanha.
  20. Existem caminhos alternativos que levam ao mesmo lugar.
  21. Pintaram o armário de branco.
  22. As testemunhas declararam que não sabiam nada sobre o assunto.
  23. As laranjeiras são as árvores mais comuns nesta zona.
  24. Disse que precisava de outro par de sapatos.
  25. A porta está aberta.
  26. Antes de ir às compras, vou terminar de limpar a casa.
  27. Não há mais camisas nesse tamanho.
  28. O jantar será servido às nove em ponto.
  29. Toda a família se reuniu no jardim.
  30. Chegarei vinte minutos mais tarde.
  1. João estudou economia nesta universidade.
  2. O casamento é no próximo sábado.
  3. O conselho é composto por cinco pessoas.
  4. O trem sempre chega pontualmente.
  5. Os neurônios fazem parte do sistema nervoso.
  6. Esse vestido tem desconto.
  7. Ele não se lembrava do nome.
  8. Todos os exercícios foram resolvidos corretamente.
  9. Estamos de acordo com a decisão tomada.
  10. A loja de roupas fica naquela esquina.
  11. Filipe III foi rei da Espanha.
  12. A capital do Peru é Lima.
  13. Os móveis estavam todos quebrados.
  14. Cento e cinco pessoas entrevistadas disseram estar muito comovidas pelo fato.
  15. Este quarto tem 30 metros quadrados.
  16. A Jamaica fica no coração do mar do Caribe.
  17. Este chocolate não contém açúcar.
  18. Os resultados das eleições presidenciais foram divulgados.
  19. Esta é a delegacia mais próxima.
  20. O professor não prestou atenção aos alunos.
  21. Aquele era o seu primeiro jogo profissional.
  22. Não choverá por mais duas semanas.
  23. Ninguém nos conhece nesta cidade.
  24. O sol nasce às seis da manhã.
  25. Não havia nada para comer na cozinha.
  26. O suspeito negou todas as acusações.
  27. Ele me contou que gostava de teatro e de pintura.
  28. No clube, ninguém admitiu conhecê-lo.
  29. Sua casa tem jardim.
  30. Estamos a 20 km de distância.
  31. Atrás da cozinha, há um pátio.
  32. Esta é a segunda rua que atravessamos.
  33. A temperatura baixou três graus desde esta manhã.
  34. O carro tem cinco anos.
  35. Dez pessoas viram ele sair do trabalho fora do horário.
  36. Falta meia hora para terminar o exame.
  37. Você pode escolher a cor que preferir.
  38. O lápis está quebrado.
  39. Não há lugares livres.
  40. As canções são de sua autoria.

Outras funções da linguagem

As funções da linguagem representam os diferentes propósitos com os quais se utiliza a língua em uma situação comunicativa. Cada uma delas se centra em um de seus elementos.

As funções da linguagem foram teorizadas pelo linguista russo Roman Jakobson (1896-1982) e representam os diferentes propósitos com os quais se usa a linguagem durante a comunicação. Em cada uma delas, prioriza-se um aspecto determinado da situação comunicativa.

Além da função referencial, existem outras cinco funções da linguagem:

  • Função emocional ou expressiva. Centra-se no emissor e é usada para transmitir sentimentos, emoções, estados físicos, sensações, desejos. Por exemplo: Que alegria!
  • Função apelativa ou conativa. Centra-se no receptor e utiliza-se para incitar ou motivar o interlocutor a realizar uma ação. Por exemplo: Saia daqui!
  • Função poética. Centra-se na mensagem e utiliza-se para provocar um efeito estilístico e estético, posto que se prioriza a maneira em que se diz o que se quer transmitir. Por exemplo: Deus ajuda a quem cedo madruga.
  • Função fática ou de contato. Centra-se no canal e é usada para estabelecer, prolongar ou interromper uma conversa. Também serve para confirmar se o canal é idôneo e possibilita o intercâmbio. Por exemplo: Está me escutando?
  • Função metalinguística. Está centrada no código e é usada para explicar algum aspecto da própria linguagem. Por exemplo: O que significa a palavra “soberania”?

Continue com:

Como citar?

Citar la fuente original de donde tomamos información sirve para dar crédito a los autores correspondientes y evitar incurrir en plagio. Además, permite a los lectores acceder a las fuentes originales utilizadas en un texto para verificar o ampliar información en caso de que lo necesiten.

Para citar de manera adecuada, recomendamos hacerlo según las normas APA, que es una forma estandarizada internacionalmente y utilizada por instituciones académicas y de investigación de primer nivel.

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

RIBAS, Natalia. Função referencial. Enciclopédia de Exemplos, 2023. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/funcao-referencial/. Acesso em: 7 junho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Natalia Ribas

Licenciada em Letras (Universidad de Buenos Aires).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ).

Data de publicação: 29 junho, 2023
Última edição: 4 agosto, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)