De onde é extraído o petróleo?

O petróleo é uma mistura de compostos orgânicos com uma composição maioritariamente em hidrocarbonetos. É um líquido betuminoso sob pressão e temperatura normais. A sua aparência e muitas das suas propriedades variam de acordo com a quantidade de hidrocarbonetos presentes no petróleo de cada poço.

Por outro lado, o petróleo é um recurso não renovável, pois consome-se muito mais rápido do que se gera, o que provoca o seu esgotamento. Além disso, constitui o combustível fóssil mais utilizado mundialmente para gerar eletricidade e para o funcionamento dos transportes.

A irrupção do petróleo substituiu o carvão, que era a principal fonte de energia no final do século XIX. Tradicionalmente, a origem da indústria petrolífera se situa no ano de 1859, com a perfuração do famoso poço Edwin Laurentine Drake na Pensilvânia.

Como é extraído o petróleo?

O petróleo se encontra localizado nas camadas subterrâneas da terra ou em bacias submarinas, a milhares de metros de profundidade. Estas regiões são chamadas de “armadilhas petrolíferas”, que são lugares onde se acumula e concentra o petróleo, sem poder fluir para outro lugar.

O petróleo acumulado constitui uma jazida petrolífera. Extrair petróleo dessas áreas é uma tarefa complicada que começa com uma pesquisa geológica da região, para, assim, garantir a presença de depósitos de petróleo.

Existem diferentes equipamentos de perfuração para extrair o petróleo, que são fabricados e utilizados levando em consideração a localização e a composição do jazigo petrolífero.

As jazidas petrolíferas podem ter energia própria, ou seja, o petróleo pode estar sujeito a altas pressões, devido à profundidade a que se encontra, além de poder conter componentes como água ou gases.

Neste caso, o petróleo sai sozinho para a superfície pela perfuração. Por outro lado, se o petróleo não tem pressão suficiente na jazida, utilizam-se métodos para fazer com que suba para a superfície, como por exemplo, coloca-se uma bomba no fundo do poço, que o impulsiona para cima ou se injetam gases ou água que ajudam a subir.

Passos para a extração de petróleo

Quando se verifica a existência de uma jazida petrolífera, começa-se com um processo de extração do petróleo que se desenvolve de forma geral nas seguintes etapas:

  • Construção de estruturas. Constroem-se caminhos, acessos e plataformas de perfuração.
  • Perfuração de poços. Os poços consistem em perfurações de diferentes profundidades que chegam até o lugar onde está localizado o petróleo.
  • Separação. São executados processos para separar o petróleo do óleo, do gás, da água e dos sólidos em suspensão.
  • Recuperação secundária. Injeta-se água e gás no poço para gerar energia que impulsione o petróleo para cima.
  • Recuperação melhorada. Utilizam-se métodos químicos que permitem recuperar os óleos que não puderam ser extraídos pelos métodos convencionais.
  • Desmantelamento. O poço é tapado e as condições de superfície são restauradas às condições iniciais, antes do início das atividades de extração.

Processamento do petróleo extraído

Uma vez extraído o petróleo, é importante o processo de separação dos sedimentos, da água e do gás natural que normalmente acompanha o petróleo (no caso do gás natural, este é frequentemente enviado para instalações de tratamento para ser utilizado ou colocado como gás seco).

O petróleo é então enviado para os tanques de armazenamento e para os oleodutos que o transportam para as refinarias ou portos de exportação. Apesar dos avanços tecnológicos obtidos na construção de estruturas e equipamentos, nunca se consegue extrair mais de 50 ou 60% do petróleo que há em uma jazida.

Qual é a composição do petróleo?

O petróleo é produzido a partir da matéria orgânica, que é gerada como resultado da decomposição do zooplâncton e as algas que foram depositadas durante milhões de anos em zonas profundas de mares e lagos, sem oxigênio.

Estas áreas foram então enterradas com grandes camadas de sedimentos. Além disso, à formação do petróleo contribuem processos físicos e químicos gerados pelas altas temperaturas e pressões no interior da superfície terrestre.

O petróleo é constituído principalmente por hidrocarbonetos, mas também pode conter compostos que contêm azoto, enxofre e oxigênio. Além disso, o petróleo natural pode conter água, compostos derivados da clorofila, porfirinas e elementos vestigiais como o níquel, cobalto e vanádio.

Os principais compostos que contêm petróleo incluem:

  • Hidrocarbonetos saturados
  • Hidrocarbonetos cíclicos
  • Olefinas
  • Compostos aromáticos
  • Hidrocarbonetos acetilênicos
  • Compostos azotados
  • Compostos oxigenados
  • Compostos sulfurados

Aplicações do petróleo e seus derivados

O petróleo é um dos recursos mais consumidos no mundo moderno. Algumas de suas aplicações são:

  • Na indústria de plásticos. A maioria dos plásticos são produzidos a partir de produtos petrolíferos.
  • No ramo têxtil. A partir de derivados do petróleo, podem ser produzidas fibras sintéticas como o nylon. Além disso, são utilizados para o tratamento de peles e solas de sapatos.
  • Na agricultura. Alguns derivados do petróleo servem para produzir inseticidas, herbicidas e fertilizantes.
  • Na produção de combustíveis. O petróleo e seus derivados combustíveis, como a gasolina, o diesel e a nafta, são os mais utilizados na atualidade para o funcionamento do transporte em geral (carros, trens, aviões, etc).
  • Na construção. Muitos derivados do petróleo são utilizados na construção de estradas, pavimentos, cimentos, concreto e tintas.
  • Produção de energia elétrica. Uma das aplicações mais importantes do petróleo é a sua utilização como combustível no funcionamento das centrais elétricas.

Continue com:

Referências

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

ONDARSE ÁLVAREZ, Dianelys. De onde é extraído o petróleo?. Enciclopédia de Exemplos, 2024. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/de-onde-e-extraido-o-petroleo/. Acesso em: 26 maio, 2024.

Sobre o autor

Autor: Dianelys Ondarse Álvarez

Licenciada em Radioquímica (Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Aplicadas. Havana, Cuba). Doutora em Ciência e Tecnologia (Universidad Nacional de Quilmes, Buenos Aires, Argentina).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ).

Data de publicação: 9 abril, 2024
Última edição: 17 abril, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)