Virtudes e defeitos

As virtudes e os defeitos são traços que se usam para caracterizar uma pessoa e que costumam influenciar seus comportamentos ou atitudes. São entendidos pela sociedade como traços positivos ou negativos que, conforme o caso, contribuem ou atentam contra a harmonia social.

  • Virtudes. São aquelas características de um indivíduo que são esperadas ou desejadas pela sociedade. Geralmente têm consequências positivas na pessoa ou em seu entorno. Por exemplo: honestidade, prudência, respeito.
  • Defeitos. São aquelas características de um indivíduo que se percebem como não esperáveis ou não desejáveis porque trazem consequências negativas para a pessoa, para outras pessoas ou para a sociedade em geral. Por exemplo: egoísmo, irresponsabilidade, maldade.

Todos os seres humanos têm, por natureza, virtudes e defeitos. Em muitos casos, essas características são entendidas como traços próprios da personalidade que podem ser apreendidos ou reeducados para tentar que sejam os primeiros ou não em comportamentos. Enquanto as virtudes permitem ao ser humano atingir o máximo potencial e contribuem para a harmonia social, os defeitos atentam contra valores como o bem e a justiça.

Ao longo da história, as diferentes civilizações, tradições e religiões determinaram aquelas reconhecidas como condutas esperadas e rejeitaram aquelas que não contribuíam para o bem comum. As virtudes mais destacadas podem variar segundo cada cultura ou lugar.

Para a religião católica, por exemplo, os defeitos mais repudiáveis são os sete pecados capitais, que são: a ira, a gula, a preguiça, a luxúria, a soberba, a inveja e a avareza. Por outro lado, identifica como virtudes destacadas a fé, a temperança, a fortaleza, a justiça, a prudência, a caridade e a esperança.

Em muitos casos, os defeitos se manifestam como a falta de virtude, como é o caso da imprudência (falta de prudência), da irresponsabilidade (falta de responsabilidade), da impaciência (falta de paciência), da intolerância (falta de tolerância), entre outros.

Características das virtudes

Algumas características das virtudes são:

  • São entendidas como traços positivos do ser humano.
  • São qualidades da pessoa que influenciam positivamente na forma de relacionar-se com as outras pessoas.
  • Contribuem para o bem comum, para a harmonia e a paz social.
  • São baseadas em valores como o bem, o amor e a justiça.
  • Podem ser trabalhadas para tentar agir com base nelas.

Características dos defeitos

Algumas características dos defeitos são:

  • Supõem a carência de virtudes e de qualidades.
  • Têm uma implicação negativa para o indivíduo e, em muitos casos, para a sociedade no modo geral.
  • Afastam as pessoas do que é considerado moralmente correto.
  • Não estão baseados nos valores desejáveis ou esperados, como o bem, o amor e a justiça.
  • Podem ser trabalhados para evitar agir com base neles.

Exemplos de virtudes

  1. Honestidade. É a virtude que implica agir com base na verdade e expressar-se com sinceridade e de forma respeitosa e justa.
  1. Generosidade. É a virtude que implica dar e compartilhar com o próximo sem esperar algo em troca.
  1. Lealdade. É a virtude que implica ser fiel a uma causa, pessoa ou situação.
  1. Tolerância. É a virtude que implica aceitar as opiniões ou pontos de vista alheios ou diferentes.
  1. Respeito. É a virtude que implica reconhecer o valor de algo ou alguém e agir e relacionar-se de forma justa e considerada.
  1. Fortaleza. É a virtude que implica atravessar e resistir a desafios ou limitações.
  1. Temperança. É a virtude que implica agir com moderação e cautela.
  1. Paciência. É a virtude que implica manter uma atitude aberta e calma frente a espera ou diante de determinada situação.
  1. Amabilidade. É a virtude que implica ter atitudes consideradas e solidárias para com as outras pessoas.
  1. Justiça. É a virtude que implica dar a cada um o que lhe corresponde.
  1. Esperança. É a virtude que implica confiar na possibilidade de que algo possa ser realizado ou de que algo esperado aconteça.
  1. Compromisso. É a virtude que implica cumprir e respeitar os compromissos assumidos.
  1. Confiança. É a virtude que implica ter força para acreditar naquilo pelo que se trabalha.
  1. Serenidade. É a virtude que implica assumir uma atitude calma apesar das limitações, problemas ou incertezas.
  1. Coragem. É a virtude que implica assumir uma atitude de coragem frente as dificuldades ou incertezas.
  1. Solidariedade. É a virtude que implica colaborar em causas ou necessidades alheias sem esperar uma retribuição por isso.
  1. Otimismo. É a virtude que implica focar na parte positiva das coisas ou situações.
  1. Responsabilidade. É a virtude que implica cumprir com os compromissos assumidos e assumir as consequências dos próprios atos.
  1. Gratidão. É a virtude que implica agradecer por aquilo recebido ou alcançado.
  1. Perseverança. É a virtude que implica ter constância para perseguir aquilo que se deseja, ainda que isso suponha contornar limitações ou obstáculos.

Exemplos de defeitos

  1. Irresponsabilidade. É a atitude que implica não cumprir com as obrigações, deveres ou promessas pautadas.
  1. Soberba. É a atitude que implica sentir-se superior aos outros e agir com base nisso.
  1. Preguiça. É a atitude que implica uma falta de motivação ou energia para realizar determinadas atividades.
  1. Maldade. É a atitude que implica atuar com malícia e más intenções para prejudicar outras pessoas.
  1. Pessimismo. É a atitude que implica ter um olhar negativo sobre as coisas, fatos ou situações.
  1. Egoísmo. É a atitude que implica atuar em benefício próprio sem levar em consideração como isso impactará na outra pessoa.
  1. Intolerância. É a atitude que implica não aceitar nem levar em consideração outras opiniões ou pontos de vista.
  1. Perfeccionismo. É a atitude que implica buscar a perfeição em todas as coisas e em tudo o que se realiza.
  1. Negação. É a atitude que implica não aceitar certas coisas ou situações.
  1. Inveja. É a atitude que implica manifestar ódio ou ira diante a falta de algo que outra pessoa sim tem.
  1. Orgulho. É a atitude que implica realçar a própria figura e manifestar arrogância e superioridade diante de outras pessoas.
  1. Procrastinação. É a atitude que implica não se encarregar das atividades a realizar e adiá-las.
  1. Agressividade. É a atitude que implica utilizar a violência física, psíquica ou verbal para relacionar-se com outras pessoas.
  1. Rancor. É a atitude que implica atacar aquela pessoa que nos causou dano ou cometeu um erro.
  1. Avareza. É a atitude que implica o desejo desmesurado de adquirir bens ou objetos para tê-los para seu próprio benefício.
  1. Impaciência. É a atitude que implica manifestar mal-estar diante de uma espera ou incômodo.
  1. Hipocrisia. É a atitude que implica agir de forma contrária ao que se diz ou aos valores que se professam.
  1. Indiferença. É a atitude que implica atuar de forma desinteressada ou descortês diante de outras pessoas ou diante de situações que merecem atenção.
  1. Ira. É a atitude que implica manifestar uma grande raiva e desmesurada diante de uma situação.
  1. Imprudência. É a atitude que implica agir sem prudência, ou seja, com impulsividade, sem moderação e sem levar em consideração as consequências dos atos.

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

, Equipo editorial, Etecé. Virtudes e defeitos. Enciclopédia de Exemplos, 2023. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/virtudes-e-defeitos/. Acesso em: 22 maio, 2024.

Sobre o autor

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ).

Data de publicação: 28 setembro, 2023
Última edição: 12 abril, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)