Empatia

A empatia é a capacidade que as pessoas têm de compreender e respeitar os sentimentos e as emoções de outro indivíduo e senti-las como sendo próprias. O processo de empatia requer a observação de algo que acontece a alguém e depois a identificação com esses sentimentos ou situação observada. Por exemplo: Ficar triste ao ver alguém chorar ou socorrer uma pessoa que se machucou.

Acredita-se que a empatia é uma característica própria da natureza humana e que todas as pessoas a têm. Existem alguns indivíduos que se destacam por sua disposição natural à empatia e é também uma qualidade que pode se desenvolver e melhorar ao longo dos anos.

A empatia geralmente começa a se manifestar na primeira infância e está relacionada com a influência dos ambientes sociais da criança. Algumas formas de desenvolvê-la são adquirir uma atitude de escuta atenta, ser tolerante e compreensivo frente às diferenças e respeitar as opiniões ou crenças alheias.

A empatia é uma qualidade que está relacionada com a inteligência emocional, ou seja, com o sistema que reúne as habilidades relacionadas com a comunicação entre o indivíduo e seus sentimentos. Dentro da inteligência emocional inclui-se tanto a empatia como a motivação, o controle das emoções e o manejo das relações.

A importância da empatia

empatia y emociones - niños
Os indivíduos desenvolvem a empatia desde a primeira infância.

A empatia é uma das capacidades mais marcantes do ser humano, por isso é considerada uma qualidade, um dom ou uma virtude. Esta qualidade é a que permite que uma pessoa se coloque no lugar da outra e empatize com seus sentimentos, emoções ou a situação determinada que esteja passando.

A capacidade de se identificar com o próximo permite gerar relações interpessoais mais profundas, sadias e harmoniosas. A empatia tem a sua base em virtudes como a tolerância, o respeito, o carinho e a escuta e pode ser apreciada em âmbitos como a família, o trabalho, a escola e qualquer ambiente social.

Como desenvolver a empatia?

Embora possa existir uma predisposição natural para a empatia ou ser um traço marcado dentro de alguns tipos de personalidades, essa qualidade pode ser trabalhada e desenvolvida. Para isso se podem levar em conta algumas atitudes ou hábitos como:

  • Oferecer ao próximo uma escuta atenta.
  • Respeitar a diversidade de opiniões, crenças e decisões.
  • Não julgar sem saber as razões.
  • Desenvolver a inteligência emocional para poder reconhecer as próprias emoções, o que permite reconhecer emoções alheias.
  • Melhorar a comunicação com as outras pessoas.
  • Prestar atenção à comunicação não verbal.

É importante diferenciar a empatia, que é um sentimento baseado na compreensão e tolerância, da hiperempatia, que é um distúrbio mental que surge da total identificação de um indivíduo com outro a ponto de se sentir atravessado pelas emoções ou situações de vida alheias e sofrer por causa disso.

Exemplos de empatia

  1. Compreender e respeitar outros pontos de vista durante uma discussão ou. conversa.
  1. Ajudar uma pessoa com deficiência visual a atravessar a rua.
  1. Entristecer-se ao ver alguém chorar.
  1. Ajudar alguém a atingir um determinado objetivo.
  1. Ficar feliz pelas realizações ou alegrias de um ente querido.
  1. Socorrer uma pessoa que se machucou na via pública.
  1. Respeitar o horário combinado para uma reunião.
  1. Ceder o lugar a uma mulher grávida.
  1. Ouvir com atenção as histórias das outras pessoas.
  1. Respeitar todas as ideias quando se trata de um trabalho em equipe.
  1. Defender uma pessoa que está sendo vítima de uma injustiça.
  1. Ajudar em uma obra de caridade.
  1. Apoiar e ajudar uma pessoa a conseguir um novo emprego.
  1. Ajudar uma pessoa que estragou o carro na estrada.
  1. Reconhecer os esforços das outras pessoas.

Continue com:

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

, Equipo editorial, Etecé. Empatia. Enciclopédia de Exemplos, 2023. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/empatia/. Acesso em: 12 abril, 2024.

Sobre o autor

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ).

Data de publicação: 29 junho, 2023
Última edição: 6 julho, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)