100 Exemplos de
Sujeito oculto

O sujeito oculto, também chamado elíptico, é aquele que não é expresso na oração, mas que pode ser inferido pelo contexto ou pela desinência verbal. Por exemplo:

  • Conheci seu irmão. [Sujeito oculto: Eu]
  • Corremos todos os dias. [Sujeito oculto: Nós]
  • Tens muita sorte. [Sujeito oculto: Tu]
  • Amanhã esperaremos os jogadores aqui.
    Predicado: Amanhã esperaremos os jogadores aqui
    Adjunto adverbial de tempo: amanhã
    Núcleo do predicado verbal: esperaremos
    Objeto direto: os jogadores
    Adjunto adverbial de lugar: aqui
    Sujeito oculto: nós

Sujeito e predicado

As orações em português estão organizadas sintaticamente em duas partes distintas:

  • Sujeito. Esta é a estrutura que indica quem realiza ou sofre a ação, sobre quem ou sobre o que se faz uma declaração, e seu núcleo é geralmente um substantivo ou um pronome.
  • Predicado. Esta é a estrutura que especifica a ação realizada pelo sujeito, seu núcleo é geralmente um verbo conjugado.

Nas orações com um sujeito oculto, quem executa a ação não aparece explicitamente, mas não há dúvida sobre sua existência, pois se identifica pela desinência do verbo. Por exemplo: Ouviu a música com atenção. [Sujeito oculto: Ele/ela/você]

Atenção: Quando o sujeito em uma oração estiver omitido e o verbo estiver na terceira pessoa do plural do modo indicativo e do subjuntivo, o sujeito será “indeterminado” e não “oculto”. Quando o verbo estiver na terceira pessoa do plural no modo imperativo o sujeito será oculto.

Como reconhecer um sujeito oculto?

  • Darei um presente à minha irmã.
    Predicado: Darei um presente à minha irmã.
    Núcleo do predicado verbal: darei
    Objeto direto: um presente
    Objeto indireto: à minha irmã
    Sujeito oculto: eu

Para detectar quem é o sujeito em uma oração com um sujeito oculto, há alguns indícios:

  • A desinência do verbo. Cada conjugação verbal tem a sua própria desinência, o que nos permite deduzir a que pessoa gramatical se refere. Por exemplo: Podemos jantar aqui. A desinência verbal –emos indica que é um verbo conjugado no plural da primeira pessoa, portanto o sujeito oculto é nós.

Para considerar: Em alguns tempos verbais, pessoas gramaticais diferentes compartilham a mesma desinência. Por exemplo: Temia que tudo terminasse mal. Aqui, o sujeito oculto pode ser tanto a primeira pessoa do singular (eu), como também a terceira pessoa do singular (ele/ela/você).

  • O contexto. Se estivermos seguindo a coerência do texto e houver um sujeito expresso em uma frase ou oração anterior, podemos deduzir qual sujeito foi omitido. Por exemplo: Clara estudou português. Agora ela leciona na universidade. Aqui sabemos que a segunda frase ainda está falando de Clara, portanto o sujeito oculto é ela.
  • Pronomes e adjetivos. Há certos tipos de palavras que podem ajudar a identificar qual sujeito é omitido, especialmente no que diz respeito ao gênero. Por exemplo: Saiu de sua casa sozinha. Aqui, o adjetivo “sozinha” permite determinar que o sujeito omitido é feminino: ela.

Atenção: Não devemos confundir orações que têm um sujeito oculto com orações com verbos impessoais (chamadas “orações sem sujeito”), que são aquelas que carecem de um sujeito ao qual a ação referida pelo verbo pode ser atribuída. Estes tipos de orações geralmente usam verbos que expressam fenômenos naturais ou o verbo “haver” quando indica existência e “fazer” indicando tempo decorrido. Por exemplo: Nevou copiosamente na montanha./Havia muitas pessoas no parque.

Exemplos de orações com sujeito oculto

  1. Iremos ao cinema amanhã? [Nós]
  2. Saiu sozinho após a meia-noite. [Ele/você]
  3. Finalmente cheguei! [Eu]
  4. Por favor, volta logo. [Tu]
  5. Deseja sentar-se junto à janela? [Você/ele/ela]
  6. Esperou em vão por uma hora na chuva. [Você/ele/ela]
  7. Nunca mais o vimos depois de sua partida. [Nós]
  8. Não atendemos hoje. [Nós]
  9. Sirva-me um copo de água, por favor. [Você]
  10. De onde vem? [Você/ele/ela]
  11. Explique-me isso lentamente para que eu possa entendê-lo. [Você]
  12. Não voltei para casa ontem à noite para dormir. [Eu]
  13. Entende o que eu quero dizer? [Você]
  14. Voltou com sua cabeça erguida e a dignidade intacta. [Você/ele/ela]
  15. Não sei de onde tirei essa conclusão. [Eu]
  16. Fomos vencedoras no jogo de hóquei. [Nós]
  17. Montei um cavalo na feira e consegui cavalgar uma volta inteira. [Eu]
  18. Chegou na hora certa? [Você]
  19. Não sabe nada a respeito disso. [Você/ele/ela]
  20. Tentou se esconder e não conseguiu. [Você/ele/ela]
  21. Soube o que aconteceu com Maria? [Você]
  22. Diga-me as horas, por favor. [Você]
  23. Acreditou em toda a mentira sem hesitar. [Você/ele/ela]
  24. Teremos que encontrar uma alternativa se quisermos sair daqui. [Nós]
  25. Chegaste tarde e agora não tem nada para comer. [Tu]
  26. Queríamos viajar com conforto, mas não podíamos. [Nós]
  27. Nunca tinha me sentido tão bem! [Eu]
  28. Virá fantasiado para a festa? [Ele/você]
  29. Dê um tempo, por favor. [Você]
  30. Viemos para lhe dar algumas notícias inesperadas. [Nós]
  31. Vai para o Canadá no mês que vem? [Ele/ela/você]
  32. É claro que conseguirá. [Você/ele/ela]
  33. Com alguns contratempos, cheguei ao topo da montanha. [Eu]
  34. Vamos sair daqui o mais rápido possível. [Nós]
  35. Quando viu o que estava acontecendo, ficou perplexa. [Ela]
  36. Vimos você atuando na peça. [Nós]
  37. Não chegue muito perto. [Você/ele/ela]
  38. Onde vamos hoje à noite? [Nós]
  39. Gostaria de saber o que está acontecendo. [Eu]
  40. Pedistes muito de mim. [Vós]
  41. Só quero que isto acabe. [Eu]
  42. Deu-lhe uma viagem no verão passado. [Você/ele/ela]
  43. Viemos buscá-lo e estamos esperando por você há uma hora. [Nós]
  44. Já verá. [Você/ele/ela]
  45. Comemos diversos tipos de docinhos no casamento. [Nós]
  46. Ouçam a minha nova canção! [Vocês]
  47. Conseguiremos tudo o que nos propusemos fazer. [Nós]
  48. Nunca me disse isso. [Ele/ela/você]
  49. Cheguem a um acordo o mais rápido possível. [Vocês]
  50. Às vezes desconhece o que há de errado consigo mesmo. [Você/ele]
  1. Tem certeza de que consegue lidar com isso? [Você/ele/ela]
  2. Subimos as escadas lenta e silenciosamente. [Nós]
  3. A que horas sairá de sua casa? [Você/ele/ela]
  4. Venceremos este jogo, não importa o que aconteça. [Nós]
  5. Por quanto tempo continuará assim? [Você/ele/ela]
  6. Deixou Verônica com o coração partido. [Você/ele/ela]
  7. Vamos continuar a nossa jornada ou vamos parar para descansar? [Nós]
  8. Fez tudo parecer simples. [Você/ele/ela]
  9. Se tiver frio, avise-me. [Você/ele/ela]
  10. Chorou inconsolavelmente quando viu seu pai doente. [Ela/ele/você]
  11. O que fará comigo? [Ele/ela/você]
  12. Jantamos em um restaurante chique naquela noite. [Nós]
  13. Quando planejas chegar ao seu destino? [Tu]
  14. Venho da reunião realizada no escritório central. [Eu]
  15. Vamos surpreendê-la com esta notícia. [Nós]
  16. Foi a primeira a chegar ao topo. [Ela/você]
  17. Poderíamos segui-lo até a sua casa. [Nós]
  18. Vou gritar até desmaiar! [Eu]
  19. Comemos berinjelas gratinadas e bebemos vinho. [Nós]
  20. Vai correr a maratona este ano? [Você/ele/ela]
  21. Viu o final do filme? [Você/ele/ela]
  22. Não vamos conseguir, se continuarmos neste caminho. [Nós]
  23. Pode facilmente aterrissar este avião no meio de uma tempestade de neve. [Ele/ela/você]
  24. Vai se mudar da cidade para o campo. [Ele/ela/você]
  25. Comprei a fazenda a um preço muito bom. [Eu]
  26. Foi presa imediatamente. [Você/ela]
  27. Quase morri de medo com aquele filme. [Eu]
  28. Tive uma grande ajuda com o exercício de matemática. [Eu]
  29. Como chegamos lá tão rápido e ilesos? [Nós]
  30. Amanhã vou comprar frutos do mar para o almoço. [Eu]
  31. Vamos sair no sábado ou no domingo? [Nós]
  32. Queria tanto que acabou sem nada. [Você/ele/ela]
  33. Não voltará a cair nessa armadilha. [Você/ele/ela]
  34. Suportem tudo como heroínas. [Elas/vocês]
  35. Quero provar sua carne de panela. [Eu]
  36. Fiquei feliz em vê-la tão contente apesar de tudo. [Eu]
  37. Teremos que começar tudo de novo. [Nós]
  38. Pode me levar até a estação? [Você/ele/ela]
  39. Vamos colocar as legendas no filme para que possamos entendê-lo melhor. [Nós]
  40. Como adivinhou? [Ele/ela/você]
  41. Peguei-a na estrada e continuei dirigindo. [Eu]
  42. Fugiste ao primeiro sinal. [Tu]
  43. Peça um prato de massa com molho à bolonhesa. [Você]
  44. Leve uma mensagem a ela por mim. [Você/ele/ela]
  45. Vou contratar um advogado civil para resolver esta questão. [Eu]
  46. Peça um desejo ao gênio da lâmpada. [Você]
  47. Brinde comigo hoje à noite. [Você]
  48. Sabíamos que tínhamos uma chance de ganhar o jogo. [Nós]
  49. Estamos quase lá! [Nós]
  50. Dormes tão cedo? [Tu]

Outros tipos de sujeito

O sujeito é o elemento da oração que indica quem pratica a ação.

Conforme a quantidade de núcleos

  • Sujeito determinado simples: quando o sujeito está expresso na oração e tem um único núcleo. Por exemplo: Meus pais venderam a casa.
  • Sujeito determinado composto: quando o sujeito está expresso na oração e apresenta dois ou mais núcleos. Por exemplo: Meu pai e minha mãe venderam a casa.

Conforme sua presença na oração

  • Sujeito oculto (determinado): não está expresso na oração, mas pode ser identificado pela desinência verbal. Por exemplo: Peguei uma carona. [Eu]
  • Sujeito indeterminado: quando o verbo não se refere a uma determinada pessoa, não se sabe exatamente quem praticou a ação. Por exemplo: Entraram na sua casa. [Eles]

Conforme o tipo de voz

  • Sujeito ativo: pratica a ação do verbo. Por exemplo: A professora entregou a prova.
  • Sujeito paciente: recebe a ação do verbo. Por exemplo: A prova foi entregue pela professora.

Continue com:

Como citar?

Citar la fuente original de donde tomamos información sirve para dar crédito a los autores correspondientes y evitar incurrir en plagio. Además, permite a los lectores acceder a las fuentes originales utilizadas en un texto para verificar o ampliar información en caso de que lo necesiten.

Para citar de manera adecuada, recomendamos hacerlo según las normas APA, que es una forma estandarizada internacionalmente y utilizada por instituciones académicas y de investigación de primer nivel.

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

KILLMANN, Márcia. Sujeito oculto. Enciclopédia de Exemplos, 2023. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/sujeito-oculto/. Acesso em: 7 junho, 2024.

Sobre o autor

Autor: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS, Brasil), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur).

Revisado por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ).

Data de publicação: 29 junho, 2023
Última edição: 4 agosto, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)