20 Exemplos de
Recursos discursivos

Os recursos discursivos são formas ou procedimentos empregados para a organização de textos. Podem ser encontrados em quase todos os tipos textuais, apesar de seu uso ser mais frequente em textos argumentativos e expositivos.

A combinação de diferentes recursos discursivos resultará em um estilo de escrita ou em uma forma de falar que dependerá, entre outros fatores, do objetivo a ser alcançado.

Tipos de recursos discursivos

  • A analogia. Utiliza-se para aproximar dois conceitos complexos por meio de uma relação de similaridade. Por exemplo: Madri é para a Espanha o que Lisboa é para Portugal.
  • Citação. Utiliza-se para desenvolver uma ideia ou conceito por meio de palavras de outras pessoas que têm autoridade no assunto que está sendo abordado. Por exemplo: De acordo com o dramaturgo Augusto Boal (2013), “os que pretendem separar o teatro da política pretendem conduzir-nos ao erro — e esta é uma atitude política” (p. 13).
  • A exemplificação. Utiliza-se para esclarecer determinados conceitos por meio da apresentação de exemplos e também para apoiar uma tese. Por exemplo: O conteúdo não foi entendido corretamente, e por esta razão muitos alunos foram reprovados na prova, incluindo o João, a Renata, a Marcos, a Vitória, a Fabiana, o Ronaldo, etc.
  • A interrogação. Possibilita que o emissor avalie o grau de conhecimento que os receptores têm sobre um determinado tema, embora geralmente sejam perguntas respondidas por ele mesmo, com o objetivo de questionar um argumento ou chamar a atenção para alguma coisa. Por exemplo: Depois do que acabamos de ver, estamos dispostos a aceitar o desafio de cuidar do planeta? Ou continuaremos a destruí-lo sem olhar para o futuro?
  • A definição. Utiliza-se para explicar determinados conceitos e responde à pergunta “O que é isso?” Por exemplo: Os seres humanos são animais mamíferos, bípedes, que se distinguem dos outros mamíferos, como a baleia, ou bípedes, como a galinha principalmente por duas características: o telencéfalo altamente desenvolvido e o polegar opositor. (Documentário “Ilha das Flores”, de Jorge Furtado)
  • A ampliação. Utiliza-se para fornecer ao leitor mais elementos para a compreensão do tema abordado. Quanto mais específico e complexo for o tema, maior será a necessidade de usar esse recurso discursivo. Por exemplo: Para saber mais sobre a Grécia Antiga, recomenda-se a leitura das obras de Cornelius Castoriadis e Jean-Pierre Vernant sobre o assunto.
  • A enumeração acumulativa. Baseia-se na argumentação em série e tem uma função intensificadora. Por exemplo: Recomenda-se não sair de casa esta noite: há um alerta meteorológico, as ruas estão desertas, o frio é cortante e nada é tão urgente que não possa esperar até amanhã.

Exemplos de recursos discursivos

  1. Recurso discursivo por definição

A inteligência humana é a capacidade de se adaptar ao ambiente circundante e mutável, obrigando o sujeito a planejar, avaliar, medir e regular suas ações em todos os momentos, em função da adaptação adequada para sua sobrevivência.

  1. Recurso discursivo por analogia

O ser humano é um ser social. Isso significa que só pode viver em sociedade. Na qualidade de ser social, o ser humano precisa de inteligência e de sua utilização prática para sobreviver. Sem inteligência, o homem não seria capaz de se adaptar ao seu ambiente. Em outras palavras: a inteligência prática é para os seres humanos o que o ar é para todos os seres vivos.

  1. Recurso discursivo por citações

Em relação a este tema, há muitas teorias e conceitos sobre a inteligência. De acordo com Anastasi, “o comportamento inteligente é essencialmente adaptativo, na medida em que atende às demandas do ambiente. Este comportamento varia de acordo com as variáveis presentes em cada contexto em que cada sujeito vive”.

  1. Recurso discursivo por enumeração cumulativa

Um animal, por exemplo, usa sua inteligência prática quando precisa caçar. Assim, o animal deve:

  • Encontrar a presa.
  • Ser paciente.
  • Atacar no momento certo.
  • Prever em caso de algum imprevisto (alguns animais podem prever algumas mudanças e outros não. Isso dependerá do estágio evolutivo de cada animal).
  • Planejar o ponto exato do corpo a ser atacado (muitos animais sabem que, se morderem as pernas ou a área do pescoço, a presa morrerá).
  1. Recurso discursivo por exemplificação:

A inteligência pode assumir diferentes formas, por exemplo:

  • Alto QI (quociente de inteligência), no caso dos seres humanos.
  • Velocidade mental.
  • Capacidade de resolução criativa de problemas.
  • Capacidade de liderança.
  • Capacidade de adaptação ou flexibilidade.
  1. Recurso discursivo por interrogação

Para pensar sobre o assunto em profundidade, devemos começar fazendo a nós mesmos algumas perguntas centrais:

  • O que é inteligência?
  • Quantos tipos de inteligência há?
  • A inteligência é única ou múltipla?
  1. Recursos discursivos por ampliação

Para obter mais informações sobre esse tema, consulte:

  • A teoria de dois fatores da inteligência de Spearman.
  • A teoria multifatorial da inteligência de Thorndike.
  • A teoria multidimensional da inteligência de Thurstone.
  • A teoria da estrutura do intelecto de Guilford.
  • A teoria hierárquica da inteligência de Vernon.
  • A teoria da inteligência fluida e cristalizada de Cattell e Horn.
  • A teoria fatorial-analítica de Carroll das três camadas (ou estratos) de habilidades cognitivas.
  • A teoria de processamento de informações da inteligência de Campione, Brown e Borkowski.
  • A teoria triárquica de Sternberg.
  • A teoria das inteligências múltiplas de Gardner.
  • A teoria do desenvolvimento cognitivo de Jean Piaget.

Como citar?

Citar a fonte original da qual extraímos as informações serve para dar crédito aos respectivos autores e evitar cometer plágio. Além disso, permite que os leitores acessem as fontes originais que foram utilizadas em um texto para verificar ou ampliar as informações, caso necessitem.

Para citar de forma adequada, recomendamos o uso das normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que é uma entidade privada, sem fins lucrativos, usada pelas principais instituições acadêmicas e de pesquisa no Brasil para padronizar as produções técnicas.

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

, Equipo editorial, Etecé. Recursos discursivos. Enciclopédia de Exemplos, 2024. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/recursos-discursivos/. Acesso em: 17 julho, 2024.

Sobre o autor

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS, Brasil), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur).

Data de publicação: 22 março, 2024
Última edição: 22 março, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)