10 Exemplos de
Gás a sólido (e vice-versa)

A matéria é tudo aquilo que possui massa e corpo e ocupa um lugar no espaço. Pode ser encontrada em três estados: líquido, sólido e gasoso (embora atualmente se saiba da existência de um quarto estado de agregação, o plasma). Cada estado tem características físicas que o distinguem.

Quando a matéria é exposta a grandes mudanças de pressão e/ou temperatura, ela pode sofrer uma mudança de estado (de sólido para gasoso, de líquido para sólido, de gasoso para líquido e vice-versa). Em todos os casos em que ocorre uma mudança no estado da matéria, esta não se transforma em outra substância, mas muda sua aparência física sem alterar sua composição química.

Os fenômenos que ocorrem quando a matéria muda de um estado sólido (tem uma forma definida) para um estado gasoso (não tem volume ou forma definida e se expande livremente) e vice-versa são:

  • Sublimação. Fenômeno pelo qual a matéria passa do estado sólido para o estado gasoso sem passar pelo estado líquido. Por exemplo: bolinhas de naftalina que se degradam gradualmente do estado sólido para o gasoso, o gelo seco (dióxido de carbono seco). A substância sólida absorve energia na forma de calor de seu ambiente para mudar para o estado gasoso.
  • Deposição ou sublimação reversa. Fenômeno pelo qual a matéria passa do estado gasoso para o estado sólido. As partículas gasosas se aproximam mais do que normalmente estão e passam diretamente para o estado sólido sem passar pelo estado líquido. Este tipo de mudança geralmente ocorre devido a uma diminuição da temperatura e sob determinadas condições de pressão. Por exemplo: formação de neve ou geada. Este processo libera energia.

Entretanto, na maioria dos casos, a substância muda de um estado gasoso para um estado líquido (condensação ou liquefação) e daí para um estado sólido. A mudança de um estado gasoso a sólido (e vice-versa) ocorre sob condições específicas de pressão e temperatura.

Exemplos de sólido a gasoso (sublimação)

  1. Enxofre sólido. Sublima em altas temperaturas e se transforma em gases de alta toxicidade.
  2. Iodo sólido. Após a sublimação, transforma-se em um gás de cor violeta.
  3. Arsênico. À pressão atmosférica, sublima a 613 °C.
  4. Gelo ou neve. Pode sublimar em temperaturas abaixo de 0 °C.
  5. Ácido benzoico. Sublima acima de 390 °C.
  6. Cânfora. Sublima em uma determinada temperatura.
  7. Pastilha aromatizante. Sublima gradualmente, assim como a naftalina.

Exemplos de gasoso a sólido (sublimação inversa)

  1. Fuligem. Em um estado quente e gasoso, sobe, entra em contato com as paredes da chaminé e se solidifica.
  2. Neve. As baixas temperaturas fazem com que o vapor de água nas nuvens se transforme em neve.
  3. Cristais de iodo. Quando aquecidos, são produzidos vapores que, em contato com um objeto frio, transformam-se novamente em cristais de iodo.

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

ONDARSE ÁLVAREZ, Dianelys. Gás a sólido (e vice-versa). Enciclopédia de Exemplos, 2024. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/gas-a-solido-e-vice-versa/. Acesso em: 25 maio, 2024.

Sobre o autor

Autor: Dianelys Ondarse Álvarez

Licenciada em Radioquímica (Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Aplicadas. Havana, Cuba). Doutora em Ciência e Tecnologia (Universidad Nacional de Quilmes, Buenos Aires, Argentina).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS, Brasil), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur).

Data de publicação: 26 abril, 2024
Última edição: 13 maio, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)