20 Exemplos de
Coloides

Os coloides são misturas não homogêneas compostas por uma fase dispersa, que quase sempre é um sólido com partículas muito pequenas, e uma fase dispersante ou contínua, que geralmente é líquida ou gasosa. Por exemplo: creme de leite, tinta látex, gelatina.

Podem também existir coloides nos quais ambas as fases estejam em qualquer um dos três estados de agregação, exceto que sejam ambas as fases serem gasosas (se ambas as fases forem gases, não se trata de um coloide, mas de uma solução).

A palavra coloide foi introduzida pelo químico escocês Thomas Graham, em 1861, é derivada da raiz grega kolas (κoλλα), que significa “aderente” ou “untuoso”. Isto se refere à propriedade de tais substâncias de não passarem pelos filtros usuais.

Quando um feixe de luz passa por um coloide, ele se dispersa e se torna visível. Esse fenômeno é conhecido como efeito Tyndall. A presença desse efeito óptico permite distinguir um coloide de uma solução. As partículas dos coloides têm entre 1 nanômetro e 1 micrômetro de diâmetro; as partículas das soluções são menores que 1 nanômetro e as das suspensões são maiores que 1 micrômetro. Os coloides têm propriedades intermediárias entre soluções e suspensões.

Tipos de coloides

Caso a fase dispersante seja a água, os coloides podem ser hidrofílicos (atração de suas partículas pela água) ou hidrofóbicos (repulsão de suas partículas pela água).

Se a fase dispersante for líquida, os coloides podem ser liofóbicos ou liofílicos. Nos liofóbicos, há pouca atração entre a fase dispersa e a fase dispersante. Por outro lado, nos liofílicos, há uma forte atração entre ambas as fases.

O estado físico do coloide é geralmente definido pelo estado físico da fase dispersante, que pode ser líquida, sólida ou gasosa. A fase dispersa também pode corresponder a um desses três tipos, embora nos coloides gasosos seja sempre um líquido ou um sólido.

Os coloides também podem ser classificados em:

  • Sóis. São coloides em que a fase dispersa é líquida. Quando são liofóbicos, podem coagular com o aumento da temperatura.
  • Aerossóis. A fase dispersante é um gás e a fase dispersa pode ser partículas muito pequenas de um líquido ou sólido.
  • Gases. Formam-se pela transição de um sol para um gel por meio de um processo gradual chamado gelificação.
  • Espumas. A fase dispersante pode ser um líquido ou um sólido e a fase dispersa é um gás.
  • Emulsões. A fase dispersante é um líquido e a fase dispersa é um líquido que é imiscível com ela. Estes coloides são suspensões de dois líquidos.

Usos dos coloides

As substâncias coloidais são importantes na formulação de inúmeros materiais industriais de uso corrente e em massa, como tintas, plásticos, inseticidas agrícolas, tintas, cimentos, sabões, lubrificantes, detergentes, adesivos e vários produtos alimentícios. Os coloides contidos no solo contribuem para a retenção de água e nutrientes.

Na medicina, os coloides ou expansores de plasma são administrados para expandir o volume intravascular por períodos mais longos do que os obtidos com o uso de cristaloides.

Exemplos de coloides

  1. Plasma
  2. Matéria orgânica
  3. Creme de leite
  4. Leite 
  5. Tintas látex
  6. Espuma de poliuretano
  7. Gelatina
  8. Neblina 
  9. Fumaça
  10. Montmorilonita e outras argilas de silicato 
  11. Cartilagem bovina
  12. Derivados de albumina
  13. Dextranos
  14. Hidroxietilamido
  15. Tecido ósseo
  16. Smog  
  17. Detergentes 
  18. Gel de sílica 
  19. Óxido de titânio
  20. Rubi

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

ONDARSE ÁLVAREZ, Dianelys. Coloides. Enciclopédia de Exemplos, 2024. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/coloides/. Acesso em: 25 maio, 2024.

Sobre o autor

Autor: Dianelys Ondarse Álvarez

Licenciada em Radioquímica (Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Aplicadas. Havana, Cuba). Doutora em Ciência e Tecnologia (Universidad Nacional de Quilmes, Buenos Aires, Argentina).

Traduzido por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS, Brasil), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur).

Data de publicação: 26 abril, 2024
Última edição: 13 maio, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)