100 Exemplos de
Verbos no gerúndio

O gerúndio é uma forma nominal do verbo que indica que uma ação está ocorrendo ou está ocorrendo simultaneamente com outra ação, se trata de um processo inconcluso. Por exemplo: cantando, conhecendo, sentindo.

Assim como as outras duas formas nominais do verbo (o particípio e o infinitivo), o gerúndio não expressa tempo, modo verbal ou pessoa.

O gerúndio se forma com o acréscimo da desinência –ndo, mais a respectiva vogal temática, ao radical.

Dependendo da conjugação a que o verbo pertence, o gerúndio pode ter três terminações alternativas:

  • Verbos da primeira conjugação. Os verbos terminados em –ar formam o gerúndio com o final –ando. Por exemplo: andar/andando; saltar/saltando; amar/amando.
  • Verbos da segunda conjugação. Os verbos terminados em –er formam o gerúndio com a desinência –endo. Por exemplo: correr/correndo; comer/comendo.
  • Verbos da terceira conjugação. Os verbos terminados em –ir formam o gerúndio com a desinência –indo. Por exemplo: mentir/mentindo; partir/partindo.

Atenção: O verbo “pôr” e seus derivados pertencem à segunda conjugação e seu gerúndio se formam com a desinência –ondo. Por exemplo: pondo, compondo, repondo.

O gerúndio pode desempenhar funções que os advérbios exercem e, algumas vezes, que os adjetivos também, fornecendo informações sobre a forma como a ação principal é realizada. Por exemplo: Cheguei correndo./A professora corrigiu esbravejando as provas dos alunos.

Exemplos de verbos no gerúndio

Primeira conjugaçãoSegunda conjugaçãoTerceira conjugação
estudandolendounindo
cantandoentendendoatraindo
esperandoescrevendosaindo
clareandovencendocorrigindo
despertandorespondendocontraindo
contandofazendoouvindo
remarcandoatardecendoinvestindo
filmandocompondosorrindo
cozinhandovivendoconstruindo
estacionandorompendoagredindo
pintandomorrendoinfringindo
escutandotemendocompetindo
limpandomovendosentindo
estourandobebendoeclodindo
perguntandoirrompendounindo
falandoexercendoadmitindo
jogandocedendoreprimindo
administrandoescolhendodiferindo
doandocorrespondendoexcluindo
negandocontendoassumindo
passeandosupondotransmitindo
sonhandoobedecendorefletindo

Usos do gerúndio

O gerúndio geralmente tem um valor adverbial, e, portanto, pode indicar circunstâncias adverbiais de modo, tempo, causa. Alguns dos seus usos são os seguintes:

  • Gerúndio circunstancial. O gerúndio pode exercer funções adverbiais. Refere-se ao verbo da oração principal e atribui circunstâncias de modo, causa, tempo, finalidade a este verbo. Por exemplo: Chegando à escola, se reuniu com seus colegas.(tempo) Cláudia saiu correndo. (modo) Maria deixou de insultar temendo uma represália. (causa)
  • Gerúndio substituindo o imperativo. De acordo com Cunha e Cintra, o gerúndio pode substituir o uso do imperativo. Por exemplo: Circulando! Quero todos circulando já!
  • Gerúndio como marcador discursivo. O gerúndio como marcador discursivo não contribui com novas informações, exerce a função de estabelecer ligações coesivas e manter a interação entre emissor e receptor. Por exemplo: Fui eu quem disse isso, está sabendo?
  • Gerúndio em construções afetivas. Devido ao seu aspecto de continuidade, o gerúndio permite exprimir ideia de progressão indefinida que ao repetir-se enfatiza a ideia. Por exemplo: “Vivo sonhando sonhando/Mil horas sem fim”
  • Gerúndio em locuções verbais. O gerúndio também costuma formar locuções verbais também chamadas “perífrases verbais”, isto é, construções que constam de dois ou mais verbos que funcionam como um só. As locuções verbais de gerúndio formam-se com um verbo auxiliar seguido do verbo principal no gerúndio.

Os verbos auxiliares andar, estar, vir e ir seguidos pelo gerúndio indicam:

  • Estar: uma ação contínua em um momento rigoroso. Por exemplo: Estavam trabalhando arduamente.
  • Andar: uma ação contínua em que predomina uma ideia de intensidade ou reiteração. Por exemplo: Andei procurando por ele.
  • Ir: uma ação contínua que ocorre progressivamente. Por exemplo: Ela era dessas pessoas que vão sorrindo pela vida.
  • Vir: uma ação contínua que ocorre de forma gradual em direção à época ou lugar em que estamos. Por exemplo: Ela vinha sorrindo e cantando.

Uso incorreto do gerúndio: gerundismo

O gerundismo é considerado um vício de linguagem. Por esta razão deve-se evitar seu uso. Na linguagem coloquial é usado como futuro, o que não corresponde ao seu uso que é o de indicar uma ação em andamento ou não concluída. Por exemplo: Vou estar chamando você na semana que vem. A forma correta seria: Vou chamar você na semana que vem./Chamarei você na semana que vem.

Orações com verbos no gerúndio

  1. Estou estudando porque amanhã tenho um exame.
  2. Viajando, viajando/Vou sempre amando você!”
  3. Minha mãe está cozinhando um frango assado e batatas.
  4. Ela aprendeu tudo o que sabe estudando na universidade.
  5. Minha prima, a que é atriz, está atuando em um filme.
  6. Chegou em casa mancando, porque torceu seu tornozelo.
  7. Discutindo sem parar, não chegaremos a lugar algum.
  8. Defendeu sua tese, apresentando todos os argumentos que tinha.
  9. Estou fazendo um sanduíche porque não almocei.
  10. Eu vejo as crianças brincando no jardim.
  11. Conseguiram juntar todo o material necessário organizando uma coleta no bairro.
  12. Mesmo sabendo que estava doente, ele foi trabalhar.
  13. Passei a tarde inteira passeando pela praça.
  14. Mesmo tendo duas lesões, ganhou o campeonato.
  15. Estávamos limpando a garagem quando você ligou.
  1. O economista provou sua teoria dando exemplos irrefutáveis.
  2. A biblioteca estava uma bagunça, é por isso que estou arrumando tudo.
  3. Estou estudando chinês há dez anos.
  4. Ele ficou doente acampando nas montanhas no meio do inverno.
  5. Estou escrevendo uma história de suspense muito boa.
  6. Saindo da minha casa, conheci o vizinho.
  7. Ouvindo seus anciãos, você pode aprender muitas coisas.
  8. Estávamos caminhando pelas ruas de Paris, quando passamos por alguns amigos de infância.
  9. Eu adormeci assistindo a um filme.
  10. O estudante se atrasou copiando as instruções no quadro-negro.
  11. Comendo com saúde, você se sentirá melhor.
  12. Conseguiu tudo o que queria, insistindo até o fim.
  13. A mãe olhou para sua filha sorrindo.
  14. A menina se diverte organizando seus brinquedos.
  15. Se o cachorro continuar latindo, será muito difícil trabalhar.

Formas nominais do verbo

As formas nominais do verbo são formas que podem exercer a função de nomes. Expressam uma ação sem especificar tempo, modo verbal e pessoa do discurso (exceto o infinitivo flexionado).

  • Infinitivo: amar, temer, partir
  • Gerúndio: amando, temendo, partindo
  • Particípio: amado, temido, partido

Dentro da oração:

  • Os gerúndios funcionam como advérbios ou adjetivos
  • Os infinitivos funcionam como substantivos
  • Os particípios funcionam como adjetivos

Referências

  • CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. 7. ed. Rio de Janeiro: Lexikon Editora Digital, 2016.
  • OLIVEIRA, Marilia de Carvalho Caetano. As Construções de Gerúndio no Português do Brasil. Tese (Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2008.

Continue com:

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

KILLMANN, Márcia. Verbos no gerúndio. Enciclopédia de Exemplos, 2023. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/verbos-no-gerundio/. Acesso em: 26 fevereiro, 2024.

Sobre o autor

Autor: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS, Brasil), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur).

Revisado por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ).

Data de publicação: 29 junho, 2023
Última edição: 4 agosto, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)