100 Exemplos de
Rima

É a repetição dos sons finais das palavras a partir da última vogal acentuada em dois ou mais versos ou em um enunciado. Por exemplo: amor – calor, fogo – jogo, boneca – paquera.

Existem dois tipos principais de rimas:

  • Rimas consoantes. Ocorrem quando entre duas ou mais palavras coincidem todos os sons desde a última vogal acentuada, ou seja, vogais e consoantes. Por exemplo: tomei – verei, sorridente – valente, amigas – cantigas.
  • Rimas assonantes ou toantes. Ocorrem quando entre duas ou mais palavras coincidem as vogais a partir da última vogal acentuada, mas, pelo menos, uma consoante difere. Por exemplo: pergunta – segura, sentido – comigo, repito – seguido.
  • Rimas aliterantes. Ocorrem apenas quando há repetição de sons consonantais. Por exemplo: fezfaz, lata – luto, medo-moda

A rima é um elemento rítmico que aparece frequentemente em textos escritos em verso, como canções ou poemas. Trata-se de um fenômeno acústico e é geralmente utilizado para dar determinada musicalidade à mensagem, por isso é habitual no gênero lírico. Por exemplo: Mata sua luz um fogo abandonado./Levanta seu canto um pássaro apaixonado (Alejandra Pizarnik).

Além disso, rimas podem ser encontradas em outros gêneros literários, como em canções infantis, trava línguas, enigmas, provérbios e ditos populares. Por exemplo: rei morto, rei posto.

Exemplos de rimas

PalavraRima consoanteRima assoante ou toante
casamassa, asa, brasacama, santa, barba, alta
leãocoração, razão, salmão, melãoamor, passo, arco, vacilo
veadodourado, pesado, assado, usadogato, saco, claro, manco
bemalguém, édem, armazém, temhotel, chef, mês, pincel
mesalesa, pesa, surpresapeças, guerra, temas, oferta
limãoavião, visão, união, canção, algoz, atroz
escolasola, mola, sacolafora, mora, pólvora, boca
belaela, panela, estrelalenta, cerca, baleia, seta
floramor, favor, pudor, horrorsalto, gato, curto
carinhocaminho, bebezinho, ninhobatido, grilo, tecido, mimo
globobobo, lobo, engobomoto, logo, terremoto, devoto
camaAna, humana, semanapalma, barca, cabra, respirava
patorato, sapato, assassinatopassado, baixo, capô, abraço
elosingelo, gelo, pelo, flagelomedo, tenho, dedo, cheiro
tudo contudo, agudo, laudofrouxo, mouro, pouco
anoplano, insano, humanosaco, punhado, molhado, canto
tristeassiste, consiste, mistermitre, tigre, recicle
felicidadesociedade, amizade, comunidade, verdadebaixe, amasse, idade, aceite
mundosegundo, imundo, fundo, profundopunho, assunto, unto
brancobanco, manco, franco, barrancorelato, amargo, atacamos
Peregrinoafino, divino, pepino, felinoofendido, edito, hino, preciso
nadaamada, cada, parada, fadasala, tapa, passa, carta
tartarugafuga, enxuga, conjuga, verrugalua, loucura, muda, tumba
loucopouco, suco, caduco, malucourso, puro, curto, punho
debochereproche, moche, brochenorte, nordeste, tope, nobre
dinheirosolteiro, caseiro, brasileirobeijo, queijo, bueiro,
belezasutileza, proeza, certeza, limpezaseta, reta, queima, tela
sapatodato, relato, chato, ratoralo, pago, tango, amo
ventoassento, pigmento, sento, segmentomenos, tenho, pelo
dançapança, confiança, criançacada, passam, trama
abelhavelha, parelha, orelha, telhaturquesa, framboesa, seda, camiseta
abraçotraço, cansaço, laço, maçoramo, lado, caro, brando
azulRaul, Istambulluz, menu, atum
pesopreso, coeso, ilesomero, eco, eterno, merecido
elefanteestante, amante, ajudante, infantearte, tarde, balance, haste
existênciasequência, ciência, vivênciafelina, Melina
fantasmaentusiasma, plasma, asma, citoplasmacanta, planta, saca, tampa
contigosigo, digo, amigo, castigodivino, vestido, sobrinho, aviso
genterecente, pente, cliente, parenteflerte, regresse, eleve
corrubor, amor, horroraro, novo, ouro
sortemorte, forte, nortedove, fome
chaveave, nave, gravepassagem, vale, cale, remate
princesadespesa, pesa, defesa, mesacena, Vera novena
paztenaz, capaz, mordazIrma, felicita, está, cura
auroraautora, escritora, hora, demoraPaloma, ioga, folha, estopa
praiacobaia, tocaia, raia,caiagaita, vacina, Camila, vitamina
tristezagrandeza, reza, corteza, gentilezabeba, pela, chefa, ameba
vozatroz, veloz, arrozpó, gordo, caminho

Mais exemplos de rimas

Rimas em poemas

  1. Na parede ficaram as tatuagens do jogo
    O tempo me pressiona mas não me dobro
    sinto apesar de tudo frutal desassossego
    e o código de fardos deixo para logo.

    Mario Benedetti (fragmento de “Incitação”)
  2. Sua pupila é azul e quando você ri,
    sua clareza suave me recorde
    o brilho da manhã
    que no mar se reflete.

    Sua pupila é azul e, quando você chora,
    as lágrimas transparentes nela
    tenho gotas de orvalho
    sobre uma violeta.

    Sua pupila é azul, e se em seu fundo
    como um ponto de luz irradia uma ideia,
    me parece no céu da tarde
    uma perdida estrela.

    Gustavo Adolfo Bécquer (Rima XIII)
  3. Olha estas velhas árvores, mais belas
    Do que as árvores novas, mais amigas:
    Tanto mais belas quanto mais antigas,
    Vencedoras da idade e das procelas…

    Olavo Bilac (fragmento de “Velhas Árvores”)
  4. Os pequenos caminhos brancos
    se cruzam e se afastam,
    procurando os dispersos locais
    do vale e da serra.
    Os caminhos dos campos…
    Não consigo andar com ela!

    Antonio Machado (fragmento de “Caminhos”)
  5. Só quero o baluarte de tua altura
    e só quero o ouro do teu arado,
    apenas a proteção da tua ternura:
    meu amor é um castelo delicado
    e minha alma tem em ti suas armaduras:
    a resguarda teu amor apaixonado.

    Pablo Neruda (fragmento de “Diálogo Amoroso”)
  6. Do luto da minha noite
    meu anjo funesto
    teceu um véu pesado,
    entupido e denso
    mais que as sombras
    que nos profundos abismos
    eternas moran.

    Rosalia de Castro (fragmento de “Desolação”)
  7. Ó meu ódio, meu ódio majestoso,
    meu ódio santo e puro e benfazejo,
    unge-me a fronte com teu grande beijo,
    torna-me humilde e torna-me orgulhoso.

    Cruz e Souza (Fragmento de “Ódio Sagrado”)
  8. Amor de minhas entranhas, viva morte,
    em vão espero tua palavra escrita
    e penso, com a flor que murcha,
    que se vivo sem mim, quero perder-te.

    O ar é imortal. A pedra inerte
    não conhece a sombra, nem a evita.
    Coração interior não precisa
    O mel frio que a lua derrama.

    Federico García Lorca (fragmento de “O Poeta Pede a seu Amor que lhe Escreva”)
  9. O cantor vai por todo o mundo
    sorridente ou meditando.

    O cantor vai sobre a terra
    em branca paz ou guerra vermelha.

    Nas as costas do elefante
    pela enorme Índia alucinante.

    Rubén Darío (fragmento de “O Canto Errante”)
  10. Que humor pode ser mais estranho
    que aquele que, sem conselho,
    ele mesmo embaça o espelho,
    e sente que não está claro?

    Com o favor e desdém
    têm a mesma condição,
    queixando-se, se tratam mal,
    zombando, se quiserem bem.

    Sóror Juana Inés de la Cruz (fragmento de “Redondillas”)

Rimas em ditos populares e provérbios

  1. Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. (Rima assonante)
  2. À noite, todos os gatos são pardos. (Rima assonante)
  3. Caiu na rede. é peixe. (Rima assonante)
  4. De médico e louco, todo mundo tem um pouco.
  5. Escreveu, não leu; o pau comeu.
  6. Ladrão que rouba ladrão, tem cem anos de perdão.
  7. Quem canta, seus males espanta.
  8. Quem pode, pode, quem não pode, se sacode.
  9. Uma andorinha sozinha não faz verão.
  10. Quem tem boca, vai à Roma.

Quadrinhas populares

  1. Chove chuva miudinha,
    Na copa do meu chapéu
    Antes um bom chuvisquinho,
    Do que castigo do céu.

    (Rima consoante)
  2. Laranjeira pequenina,
    carregadinha de flores,
    Eu também sou pequenina,
    Carregadinha de amores.

    (Rima consoante)
  3. Escrevi teu lindo nome,
    Na palma da minha mão,
    Passou um passarinho e disse:
    Escreve em teu coração.

    (Rima consoante)
  4. As estrelas nascem no céu,
    Os peixes nascem no mar,
    Eu nasci aqui neste mundo,
    Somente para te amar!

    (Rima consoante)
  5. O colo desta menina,
    É branco como algodão,
    Tem a beleza das garças,
    Voando pelo sertão.

    (Rima consoante)
  6. Galinha choca
    comeu minhoca.
    Saiu pulando
    feito pip

    (Rima consoante)
  7. Eu queria ter agora
    um cavalinho de vento.
    Para dar um galopinho
    na estrada do pensamento.

    (Rima consoante)
  8. Eu sou pequenininho
    do tamanho de um botão.
    Carrego o papai no bolso
    e a mamãe no coração

    (Rima consoante).
  9. Corre ratinho
    Que o gato tem fome.
    Corre ratinho
    Que o gato te come

    (Rima consoante).
  10. O navio vai navegando
    pelo imenso azul sem fim.
    Meu amor, se está escutando,
    nunca se esqueça de mim

    (Rima consoante).

Outros tipos de rimas

Para além da distinção entre consoantes e assoantes, as rimas podem ser classificadas segundo outros critérios.

  • Rimas pobres. Consideram-se assim em virtude da escolha de palavras pertencentes à mesma classe gramatical. Por exemplo: pranto/espanto e bruma/espuma (são substantivos).
  • Rimas ricas. Considera-se assim em virtude de que a escolha das palavras se dá de forma variada, ou seja, os vocábulos que se fazem presentes pertencem a classes gramaticais distintas. Por exemplo: rua/sua (substantivo/pronome) e construa/nua (verbo/adjetivo).
  • Rimas raras (ou preciosas). Considera-se assim porque são aquelas cujas palavras se constituem de terminações incomuns, não muito convencionais. Por exemplo: elêusis/deuses (em relação à sonoridade).

De acordo com a acentuação

  • Rima aguda (ou masculina). As palavras que rimam são oxítonas. Por exemplo: ilusão – paixão.
  • Rima grave. As palavras que rimam são paroxítonas. Por exemplo: inverno – inferno.
  • Rima esdrúxula. As palavras que rimam são proparoxítonas. Por exemplo: bússola – escola

De acordo com a posição na estrofe

  • Rima alternada (ou cruzada): Os versos combinam-se alternadamente, seguindo o esquema ABAB.
  • Rima emparelhada (ou paralela): Os versos combinam-se de dois em dois, seguindo o esquema AABBCC.
  • Rima interpolada (oposta ou intercalada): Os versos combinam-se em uma ordem oposta, seguindo o esquema ABBA.
  • Rima encadeada: Os versos combinam-se entre estrofes, nomeadamente tercetos, seguindo o esquema ABA BCB CDC.
  • Rima misturada (ou mista): Quando os versos apresentam outras combinações e posições na estrofe, sem esquemas fixos.

Para considerar: Existem os versos brancos (ou soltos) que são versos que não rimam com nenhum outro verso.

Continue com:

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

RIBAS, Natalia. Rima. Enciclopédia de Exemplos, 2024. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/rima/. Acesso em: 12 abril, 2024.

Sobre o autor

Autor: Natalia Ribas

Licenciada em Letras (Universidad de Buenos Aires).

Traduzido por: Cristina Zambra

Licenciada em Letras: Português e Literaturas da Língua Portuguesa (UNIJUÍ).

Data de publicação: 3 abril, 2024
Última edição: 4 abril, 2024

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)