50 Exemplos de
Orações coordenadas

Uma oração coordenada é aquela que, dentro do período composto, dois ou mais enunciados independentes de igual hierarquia são combinadas por meio de conjunções (coordenadas sindéticas) e sem conjunções (coordenadas assindéticas). Estas orações não exercem uma função sintática dentro do período. Por exemplo:

[Meu irmão cozinhou] e [ninguém comeu].

  • Enunciado 1:
    Sujeito: Meu irmão
    Predicado: cozinhou
  • Enunciado 2:
    Sujeito: ninguém
    Predicado: comeu

Como em todos os períodos compostos, o período composto por orações coordenadas apresenta dois ou mais verbos, isto é, têm mais de um predicado. Além disso, cada enunciado tem sentido por si só, de modo que elas são facilmente distinguíveis e poderiam ser apresentadas separadamente, mantendo o mesmo valor. Por exemplo:   

[O menino brinca] e [sua mãe trabalha].

  • Enunciado 1:
    Sujeito: O menino
    Predicado: brinca
  • Enunciado 2:
    Sujeito: sua mãe
    Predicado: trabalha

O período composto por orações coordenadas difere do período composto por orações subordinadas porque este, combina dois ou mais enunciados de hierarquia sintática diferente, onde uma atua como a principal e as outras dependem dela. Por exemplo: A jovem, [que nunca teve problemas com ninguém], foi embora sem se despedir. Neste caso, a oração subordinada depende sintaticamente do núcleo “jovem”.

Atenção: São chamadas de sindéticas as orações coordenadas que são introduzidas por uma conjunção. Por exemplo: Ana Maria trabalha e estuda. Assindéticas são as orações coordenadas que estão justapostas, ou seja, não são introduzidas por uma conjunção. No seu lugar do conectivo, podem aparecer sinais de pontuação tais como, vírgula, ponto e vírgula, dois pontos. Por exemplo: Pegou a mala, encheu de roupa, partiu.

Tipos de orações coordenadas sindéticas

Dependendo do tipo de conjunção coordenativa usada para formá-las e da relação semântica estabelecida entre os enunciados, as orações coordenadas sindéticas podem ser:

  • Orações aditivas. As conjunções aditivas (e, nem) permitem adicionar os enunciados afirmativa ou negativamente. Por exemplo: [Saiu tarde de casa] e [perdeu a carona para o trabalho].
  • Orações adversativas. As conjunções adversativas (mas, porém, contudo, todavia, não obstante) permitem opor ideias e seu uso é bastante frequente no discurso. Por exemplo: [O limoeiro deu muitos frutos este ano]; contudo, [vários estavam estragados].
  • Orações conclusivas. As conjunções conclusivas (pois – quando posposto ao verbo –, logo, portanto, então) indicam a ideia de conclusão, finalização. Por exemplo: [Estamos muito cansados], portanto [não iremos ao jantar].
  • Orações explicativas. As conjunções explicativas (isto é, ou seja, na verdade, dado que, porque, a saber) ampliam o significado do primeiro enunciados mencionado. Por exemplo: [O exame deu negativo], ou seja, [viajaremos].
  • Orações alternativas. Os nexos alternativos (ou… ou…, ora… ora…, já… já…) distribuem ações em propostas coordenadas, para que elas se alternem, mas não necessariamente se oponham. Por exemplo: Ou isto ou aquilo (Cecília Meireles).

Exemplos de orações coordenadas

  1. [Chegamos tarde] e [os professores ficaram bastante irritados].
  2. [Passei em todas as provas] e [entrei no curso].
  3. [O sistema nervoso central comanda funções neurovegetativas vitais], ou seja, [todas as nossas decisões dependem deste sistema].
  4. Ou  [nos apressamos] ou [o ônibus partirá sem nós].
  5. [Meus pais foram para a praia no verão], mas [nós ficamos em casa].
  6. [Sua monografia é muito boa], embora [tenha sido um pouco longa].
  7. [Ele sempre reclama do seu salário], porém [ele nunca desiste de seu emprego].
  8. [Os computadores evoluíram em tempos recentes] e [o emprego na indústria tecnológica aumentou significativamente].
  9. [Estávamos esperando a peça começar] e [houve um ruído].
  10. [Estudou muito], logo [passou no concurso].

Mais exemplos de orações coordenadas

  1. Não chove nesta área durante todo o inverno e a vida selvagem é muito escassa.
  2. O espetáculo já começou, mas o ator principal ainda não chegou.
  3. Os resultados são favoráveis e o paciente terá alta em breve.
  4. As aves e répteis são ovíparos, ou seja, suas crias são formadas dentro dos ovos.
  5. Os pulmões absorvem ar enriquecido com oxigênio e o coração usa esse oxigênio.
  6. Posso dançar muito bem, contudo, ninguém me ensinou a cantar.
  7. Como advogado, ele se especializou em direito comercial; entretanto, o direito internacional é sua área de interesse.
  8. O dia estava muito nublado, mas nos divertimos muito.
  9. O professor não veio e saímos uma hora mais cedo.
  10. Eu gosto de todos os pratos, mas o ravióli da minha avó é o meu favorito.
  11. Ela está desempregada, mas meu pai a ajudará.
  12. Ou consegue um emprego ou não pagará o aluguel.
  13. Minha mãe cuidou de tudo, quer dizer, ela não precisou de nenhuma ajuda na organização do evento.
  14. Meu filho mais velho está estudando direito e meu filho mais novo é um esportista profissional.
  15. Falamos em silêncio, porém, o menino acordou de qualquer forma.
  16. Meus amigos foram ao cinema, entretanto, não gostaram do filme.
  17. O novo professor chegou e nós aprendemos muito sobre a Guerra Fria.
  18. O jovem se escondeu atrás da porta, mas não conseguiu ouvir a conversa.
  19. Certos insetos sofrem metamorfoses, ou seja, seus corpos mudam profundamente ao longo de seu ciclo de vida.
  20. O chefe deixou o escritório mais cedo, não obstante, nós ficamos até tarde.
  1. Comprei vários livros, embora nenhum deles seja muito bom.
  2. Seu desempenho foi excelente; no entanto, os jornalistas não gostaram.
  3. O candidato da esquerda venceu, embora as pesquisas previam o contrário.
  4. O administrador consertará a casa, entretanto, os trabalhadores ainda não foram contratados.
  5. Ou você começa a estudar ou você começa a trabalhar.
  6. Eu faço o jantar ou pedimos comida de casa.
  7. Mariano chegará mais tarde, mas eu esperarei por ele.
  8. Ele não vai a festas e isso o isolou dos seus amigos.
  9. Precisamos refazer o orçamento, pois o cliente acha caro.
  10. A tarde está desbotando e o sol está ficando avermelhado.
  11. Eles explicam a questão novamente, mas eu não a entendo.
  12. As crianças brincam na piscina e os adultos preparam a comida.
  13. Isso não mudará o ponto de vista deles nem o nosso.
  14. Você vai usar esse vestido, porém, não estará em sintonia com a festa.
  15. Ontem minha casa foi fumegada, então vou dormir em outro lugar.
  16. Saímos juntos de casa ou cada um por sua conta?
  17. Ele se sente muito só, apesar de ter muitos amigos.
  18. Temos dinheiro suficiente, mas não vamos comprar aquela casa.
  19. As ações subiram; entretanto, nossos clientes perderam a confiança na empresa.
  20. Eu não tenho tempo para esta discussão e você não me escuta.

Atenção: Em algumas orações coordenadas, é comum ocultar o sujeito na segunda oração. Por exemplo:

[Carlos jogou futebol] e [chegou tarde na escola].

  • Enunciado 1:
    Sujeito: Carlos
    Predicado: jogou futebol
    Núcleo verbal: jogou
  • Enunciado 2:
    Sujeito oculto, desinencial ou elíptico: Carlos
    Predicado: chegou tarde na escola
    Núcleo verbal: chegou

Também, é possível ocultar o verbo:

[Carlos jogou futebol] e [Mário, basquete].

  • Enunciado 1: 
    Sujeito: Carlos
    Predicado: jogou futebol
    Núcleo verbal: jogou
  • Conjunção coordenativa: e
  • Enunciado 2:
    Sujeito: Mário
    Predicado: basquete
    Verbo oculto: jogou

Não devemos confundir estas estruturas com orações simples, já que existem duas predicações diferentes com sentido pleno.

Referências

  • CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. 7. ed. Rio de Janeiro: Lexikon Editora Digital, 2016.
  • BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 37. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.
  • LIMA, ROCHA. Gramática normativa da língua portuguesa. 49. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2011.
  • CEGALLA, Domingos Paschoal. Gramática da Língua Portuguesa. 48. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2010.

Continue com:

Como citar?

As citações ou referências aos nossos artigos podem ser usadas de forma livre para pesquisas. Para citarnos, sugerimos utilizar as normas da ABNT NBR 14724:

RIBAS, Natalia. Orações coordenadas. Enciclopédia de Exemplos, 2023. Disponível em: https://www.ejemplos.co/br/oracoes-coordenadas/. Acesso em: 26 fevereiro, 2024.

Sobre o autor

Autor: Natalia Ribas

Licenciada em Letras (Universidad de Buenos Aires).

Revisado por: Márcia Killmann

Licenciatura em letras (UNISINOS, Brasil), Doutorado em Letras (Universidad Nacional del Sur).

Data de publicação: 29 junho, 2023
Última edição: 4 agosto, 2023

Esta informação foi útil para você?

Não

    Genial! Obrigado por nos visitar :)